Como estudar sozinho: as vantagens e os desafios de quem estuda em casa para o ENEM

Nos últimos anos, cada vez mais pessoas têm optado por estudar para o ENEM, vestibular e concursos públicos, por conta própria, sozinhos em casa, sem se matricular em cursinhos presenciais. O crescimento dessa modalidade foi possível graças a internet, que oferece uma grande variedade de recursos, tanto pagos, quanto gratuitos.

 O estudo online é uma realidade que veio para ficar. A cada ano, mais e mais alunos estão aderindo ao YouTube para estudarem para as provas do colégio e se prepararem para o ENEM e vestibulares. Pessoas que estudam para concursos públicos, cursos de graduação à distância, especializações, treinamentos de funcionários de empresas, cursos de idiomas e muitos outros exemplos nos mostram que ensinar e aprender online é uma prática que já se tornou comum na nossa sociedade.

Uma pesquisa publicada pela NZN Intelligence, uma empresa de pesquisa e inteligência que administra os sites Baixaki, Click Jogos e Mega Curioso, apontou que 90% dos brasileiros estariam dispostos a fazer um curso online. A mesma pesquisa mostrou que, a modalidade de curso mais procurada na internet é a de idiomas, com 59% de preferência. O nosso universo de pré-vestibular e ENEM ocupa a quinta posição, com 19% de preferência dos usuários.

Independentemente da modalidade, as vantagens de estudar online são as mesmas para os alunos e os desafios a serem superados estão diretamente relacionados com essas vantagens. Em outras palavras, se você não tomar cuidado, aquilo que era para ser uma vantagem pode se tornar um motivo para você jamais concluir o seu curso online. Vamos fazer uma análise desses aspectos como o foco voltado para os cursinhos online preparatórios para o ENEM e vestibulares.

1. Material

 Hoje em dia existe muito material disponível na internet, e isso vem para o bem e para o mal. A parte boa é que você vai ter muitos recursos para diversificar a sua preparação e buscar aqueles materiais que são melhores para você. Você pode escolher os professores que mais gosta, as apostilas preferidas e assinar a plataforma que você achar mais adequada para o seu objetivo. Mas para tirar o melhor proveito, você vai ter que pesquisar bastante, fazer vários testes para ver como você se adapta a cada recurso escolhido.

Seja bastante criterioso na hora de fazer suas escolhas. Filtre bem tudo aquilo que você encontrar pela frente e fique só com o melhor. Assim como tem muita coisa boa disponível na rede, tem muita porcaria. A internet aceita tudo, mas você não pode aceitar.

Tome cuidado para não desenvolver o hábito de ficar baixando qualquer coisa pensando que um dia aquilo pode ser útil. Escolha suas fontes preferidas e fique com elas para seguir uma coerência na sua preparação sem precisar ficar sempre se adaptando a um material novo. Procure outras fontes, quando a que você estiver usando não for suficiente para resolver as suas dúvidas, mas não faça do seu estudo uma busca interminável por novos materiais.

 

2. Preço

Cursinho presencial é caro. Muito caro. Muitos alunos não têm condições de arcar com os custos e, nesse caso, estudar online acaba sendo a única alternativa financeiramente viável. Você pode até estudar de graça se quiser e estiver disposto a garimpar os conteúdos em vários canais do YouTube. Você também pode assinar alguma plataforma paga que ofereça todas as disciplinas ou assinar plataforma de algumas disciplinas que você tenha mais dificuldade e escolher os seus professores preferidos. Mesmo assim, você gastará absurdamente menos comparado com um cursinho presencial.

E não pagar nada ou muito pouco, pode ser uma desvantagem? Pode! É mais fácil desistir daquilo que não custou nada. Você não sente aquela culpa em abandonar o estudo online porque não fez um grande sacrifício financeiro. Quando você faz um investimento maior, automaticamente você se sente mais obrigado a fazer esse investido dar retorno, especialmente se você dá valor ao dinheiro que você ou sua família gastou apostando no projeto de entrar na universidade.

Isso não quer dizer que quem opta por estudar com materiais gratuitos vai desistir por causa disso. É um fator que pode tornar a decisão de abandonar os estudos mais fácil. Ele não te faz desistir, mas pode contribuir quando você começar a pensar em desistir.

 

3. Locomoção

Quando o assunto é locomoção, a economia do online é dupla. Você não precisa se deslocar até o cursinho, economizando tempo e dinheiro. O problema é que muitos alunos não conseguem focar nos estudos em casa. O lugar onde moramos pode ser um grande poço de distração, que te suga para dentro, fazendo o estudo não render como deveria. Eu já volto a falar sobre o seu ambiente de estudo em casa e a postura que você deve ter nele.

 

4. Flexibilidade

Como professor e profissional da área da educação, que já estudou e leu muito sobre esse tema, posso dizer que a maior vantagem do estudo online é a flexibilidade. E é justamente nessa maior vantagem que moram os maiores perigos. Se você não souber se adaptar ao estudo online, a flexibilidade deixa de ser uma vantagem para se tornar um obstáculo.

Diversos estudos na área de educação com auxílio de tecnologia mostram que, quando o aluno tem a oportunidade de estudar no momento e no espaço que achar mais adequado, respeitando o seu ritmo de aprendizagem, o seu aproveitamento é muito melhor. Nas escolas de ensino médio em que dou aula, e nas minhas turmas presenciais do Pura Física, sempre que eu combino ensino presencial com ensino online os resultados na aprendizagem dos meus alunos melhoram significativamente.

Com aulas online, você pode assistir quando e onde quiser e, principalmente, você pode ir no seu ritmo. Se um conceito está muito difícil de entender, você pode voltar o video, assistir novamente, procurar outro video com uma explicação diferente, dar um tempo para a sua cabeça e continuar em outro dia e insistir até que você avance.

Aprender online modifica a relação do aluno com o estudo. Ele se torna um sujeito muito mais ativo na construção do seu aprendizado. A organização e gestão das atividades, bem como a tomada de decisões passam a ser obrigação do aluno, que não irá mais seguir a orientação de um professor, quando ele opta por estudar por conta em casa. E essa capacidade de administrar os seus estudos e se organizar é fundamental para tirar o máximo proveito das vantagens e evitar as armadilhas.

Um grande perigo é o aluno confundir flexibilidade de horários com procrastinação, sempre deixando o estudo para depois, para quando ele está menos cansado ou mais “inspirado” para aprender aquela matéria difícil. A aula presencial tem data e hora para acontecer e o aluno não tem o poder de adiar e assistir à aula quando estiver com vontade. Quando não se tem horário definido para fazer as tarefas, é mais fácil cair na tentação de ficar adiando o estudo e fazendo o conteúdo acumular, comprometendo a preparação. Para evitar esse esse problema, organização da rotina e disciplina para cumprir essa rotina são fundamentais.

 

Tenha um horário de estudo

Você precisa ter um horário de estudo bem definido. Flexibilidade de horários não significa que você tem tempo sobrando para ficar fazendo nada e só estudar quando quer. O horário de estudo vai lhe dizer quando cada atividade deve começar e terminar e você precisa se disciplinar para criar o hábito de cumprir com o horário.

Se você não sabe como se monta um horário de estudo e qual a importância de cumprir esse horário, nesse video eu ensino você a montar o seu horário.

 

Tenha um cronograma de conteúdos

Outro desafio do estudo online é a organização dos conteúdos. Você não está preso a um cronograma proposto por um curso e tem a liberdade de organizar os conteúdos de uma forma mais adaptada para você. Uma grande vantagem, mas como fazer essa organização? O que estudar? Em que ordem estudar? Que conteúdos priorizar? Que conteúdos ignorar? Até onde ir em cada semana? Jamais tome essas decisões na hora de estudar. Faça o planejamento com antecedência. Quem não tem um caminho definido não sabe para onde vai e aí fica mais fácil de abandonar a estrada ou ficar trancado em algum lugar.

Quando não se tem a orientação de um curso ou professor, essa se torna uma das tarefas mais difíceis na administração dos seus estudos, por isso,  eu também fiz um video explicando como fazer o seu plano de estudo, ou seja, como decidir o que você vai estudar a cada semana. E lá no meu instagram, eu estou publicando semanalmente uma sugestão de conteúdos para você estudar na semana. Se quiser acompanhar, é só me seguir no @rafaelfisica.

 

Tenha um ambiente e postura adequado

É muito bom não precisar sair de casa para ir para a aula, mas muita coisa dentro da sua casa pode jogar contra você. Ter um local apropriado, livre de distrações é fundamental.. Estudar na frente do computador não é a mesma coisa que assistir Netflix. Tenha um espaço organizado que estimule a sua concentração e envolvimento com o estudo. Tenha uma mesa, faça anotações como se estivesse em aula. Se precisar, volte o video e reveja a parte que não entendeu. Se a dúvida persistir, corra atrás de outras fontes. Você precisa ter uma postura ativa. O seu rendimento depende das suas atitudes e do seu envolvimento com a atividade. Se jogar na cama ou no sofá para assistir às aulas pode ser confortável, mas te torna um espectador passivo e te desconecta da atividade.

Esqueça suas redes sociais. Estudando online você está dentro de um universo infinito de tentações que é a internet. O mesmo YouTube onde você está assistindo àquela aula de física, está cheio de video de gatinhos e os seus crushs estão loucos para aquela conversinha, aquele xaveco, ou aquele trova, como se diz aqui no sul. Deixe seu celular longe do seu alcance se você não consegue resistir à uma notificação nas suas redes sociais.

 

Administre as dificuldades e as emoções

Serão muitos os momentos de dificuldade, esteja certo disso. Muitas dúvidas virão, seja para entender um conteúdo, para conseguir resolver questões ou até mesmo sobre o seu sucesso. Sabe aquele medo quase constante de não passar? A vezes ele vai estar mais quietinho, mas outras vezes vai estar gigante, especialmente quando você estiver encontrando dificuldade para entender um conteúdo ou resolver questões. Só que você não vai poder contar com ninguém, além de você mesmo. Não vai poder reclamar que professor não explica direito. Se achar burro demais para aprender algo não vai adiantar nada, pelo contrário, só atrapalha. Você não terá professores presenciais para resolver suas dúvidas e nem colegas para conviver diariamente. Sair desses momentos e evoluir vai depender só de você e da maneira que você administra as dificuldades e os impactos que elas têm na sua motivação e confiança. Se estiver difícil de entender aquela matéria ou estiver travando nas questões, pesquise na internet, monte um grupo de estudos com pessoas conhecidas. Peça ajuda nas disciplinas que você não é bom e ajude os outros nas disciplinas que você manda bem. Encontre alternativas, mas não acumule dúvidas.

Você está mais livre, mais independente, mas também está mais sozinho. O peso de ter tudo nas suas mãos é grande, mas lembre-se que o seu maior suporte é você mesmo. Você é o seu próprio alicerce, se ele ceder, você desmorona, soterrando o seu sonho de passar. Cuidar da saúde emocional é mais difícil quando não se tem colegas para compartilhar suas angústias, dividir seus medos e descobrir que outras pessoas passam os mesmos perrengues que você. Que é normal e não acontece só com você. Você vai precisar se auto-conhecer, se adaptar, aprender a cair e a se levantar. Não vai ser fácil, mas você vai conseguir.

Você não está fazendo tudo errado. Quando as coisas começarem a não renderem como você gostaria, não pense que você fez a escolha errada, que você deveria ter feito cursinho presencial e que nunca vai passar estudando em casa. Dê tempo para que você possa se adaptar. De repente, render menos é até normal, já que você está por conta própria. Se for assim, aceite isso e procure tirar o melhor de você dentro dessa realidade. Reflita sobre o que pode melhorar e aplique as mudanças, mas não abandone tudo porque não precisa. Você está fazendo coisas boas, sim! Pare de super-valorizar o que está dando errado e procure valorizar mais aquilo que está dando certo.

Se você estuda sozinho em casa com recursos online, ou está pensando em começar a estudar por conta própria, espero que esse post lhe ajude nessa caminhada. A partir de agora, o debate está aberto e seria muito bom se a comunidade que segue o Pura Física pudesse contribuir e enriquecer o conteúdo com as suas experiências

Fui nessa, falou!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =

CONHEÇA NOSSOS CURSOS PRESENCIAIS E ESCOLHA A MELHOR OPÇÃO PARA A SUA APROVAÇÃO!

EXTENSIVO

Ideal para você, que busca aprovação nos cursos mais concorridos e quer dominar todo conteúdo de Física. Preparação com calma e profundidade para o ENEM e as provas de vestibular das melhores universidades.

INTENSIVO

O mesmo conteúdo do curso extensivo de forma mais rápida e objetiva, para você revisar os assuntos mais importantes e focar na sua aprovação no ENEM e vestibular.

REVISÃO

Direto ao ponto, para refrescar a memória na reta final e trabalhar os conteúdos que vão cair certo nas questões do ENEM e Vestibular.